terça-feira, 19 de janeiro de 2016

que é arte? - leitura sistematizada P. M. Bardi

TODOS NÓS SABEMOS O QUE SIGNIFICA A PALAVRA ARTE.OS TRATADOS EM GERAL DIZEM QUE ARTE É UMA ATIVIDADE HUMANA QUE PROCURA O BELO. PORÉM ESTE CONCEITO É VAGO, GENÉRICO. SUBSTITUIU-SE A PALAVRA BELO PELA EXPRESSÃO PRAZER ESTÉTICO. ESTA EXPRESSÃO TEM UM CARÁTER PSICOLÓGICO E NÃO COINCIDE COM TODAS AS POSSIBILIDADES DA ARTE E TODAS AS SUAS MANIFESTAÇÕES. NENHUMA DEFINIÇÃO CONSEGUIU JAMAIS E TALVEZ JAMAIS CONSIGA SINTETIZAR ESTE COMPLEXO FENÔMENO ESPIRITUAL E MATERIAL AO MESMO TEMPO. OUTRAS DEFINIÇÕES:

  • ARTE É A LEI E A IDEIA DAQUILO QUE SE QUER DESCREVER POR MEIOS MATERIAIS.
  • ARTE É PURA LINGUAGEM, E O MÁXIMO ESFORÇO  REALIZADO PELO HOMEM A FIM DE SE EXPRIMIR DE MANEIRA MAIS COMPREENSÍVEL E MAIS UNIVERSAL.
PORÉM NÃO PODEMOS NOS PREOCUPAR COM AS DEFINIÇÕES, POIS NOS LEVARIAM A CAMPOS ABSOLUTAMENTE INACESSÍVEIS E OCIOSOS.LIÇÕES COM CARÁTER DE DIVULGAÇÃO E ENCORAJAMENTO AO ESTUDO DA HISTÓRIA DA ARTE. DESCRIÇÕES PRÁTICAS E EXEMPLOS. PALESTRAS CLARAS E SIMPLES. ESTÉTICA: PALAVRA GREGA, SIGNIFICA SENSÍVEL. BAUMGARTEN (1735) CIÊNCIA DO BELO INVESTIGAÇÃO SOBRE OS MOTIVOS DO ATO ARTÍSTICO COM O OBJETIVO DE DEFINIR O CONCEITO DE BELO ABSOLUTO, BELO METAFÍSICO, O VERDADEIRO, O EXATO JUÍZO À LUZ DA PERFEIÇÃO. 

Alexander Gottlieb Baumgarten (Berlim17 de julho de 1714 – Frankfurt an der Oder27 de maio de 1762) foi um filósofo alemão.

O BELO É EXATAMENTE COMO CADA UM DE NÓS O PERCEBE.

BOB TAYLOR: BELO SUPERADO, QUE NÃO SERÁ TOMADO PARA OS FINS DA NOSSA ESTÉTICA.

CIÊNCIA DO BELO? PAUL VALÉRY: MAS OS MODERNOS USAM AINDA ESSE NOME? PARECE-ME QUE O PRONUNCIAM SOMENTE À LIGEIRA OU INCONSIDERADAMENTE. OU TALVEZ PORQUE ESTÃO PENSANDO NO PASSADO. A BELEZA É UMA ESPÉCIE DE MORTA. A NOVIDADE, A INTENSIDADE, O ESTRANHO, O CHOQUE SUPLANTARAM-NA. A EXCITAÇÃO BRUTA É A DONA DAS ALMAS RECENTES. A FUNÇÃO ATUAL DAS OBRAS É NOS AFASTAR DO ESTADO CONTEMPLATIVO, DA FELICIDADE ESTACIONÁRIA CUJA IMAGEM OUTRORA ERA INTIMAMENTE LIGADA À IDEIA GERAL DO BELO. AS OBRAS SÃO MAIS PENETRADAS PELOS MODOS MAIS INSTÁVEIS E IMEDIATOS DA VIDA PSÍQUICA E SENSITIVA. O IRRACIONAL, INSTANTÂNEO (PRIVAÇÕES OU NEGAÇÕES DAS FORMAS VOLUNTÁRIAS E ENÉRGICAS DA AÇÃO MENTAL)SUBSTITUÍRAM OS MODELOS ESPERADOS PELO ESPÍRITO. QUASE NÃO SE  VÊEM MAIS PRODUTOS DO DESEJO DE PERFEIÇÃO.


DESEJO ANTIQUADO DESAPARECEU DIANTE DA IDEIA FIXA E A SEDE INSACIÁVEL DA ORIGINALIDADE. AMBIÇÃO DE APERFEIÇOAR CONFUNDE-SE COM A INTENÇÃO DE TORNAR UMA OBRA INDEPENDENTE DE QUALQUER ÉPOCA. PREOCUPAÇÃO DE SER NOVO. ACONTECIMENTO EXTRAORDINÁRIO (SINGULAR). CONTRASTE COM O INSTANTE MESMO. HERANÇA, IMITAÇÃO, TRADIÇÃO. VÁRIAS FASES DE ASCENSÃO PARA O OBJETO ABSOLUTO QUE SONHA ATINGIR X ESSÊNCIA DE DIFERENCIAR-SE. UMA DEFINIÇÃO DO BELO NÃO PODE SER JULGADA SENÃO COMO UM DOCUMENTO HISTÓRICO OU FILOLÓGICO. INTERPRETADA NA ANTIGA PLENITUDE DE SUA ACEPÇÃO, ESSA PALAVRA ILUSTRE IRÁ JUNTAR-SE ÀS OUTRAS NUMEROSAS MOEDAS VERBAIS FORA DE USO NAS GAVETAS DOS NUMISMATAS DA LINGUAGEM.

ARTE É A ATIVIDADE HUMANA QUE BUSCA NÃO SOMENTE O BELO, MAS O PRAZER ESTÉTICO, DESEJO HUMANÍSSIMO DE COISAS E SENSAÇÕES QUE NOS SUSCITAM ACORDO COM NOSSO PENSAMENTO, MOMENTO DE SIMPATIA, COMOÇÃO, DESEJO DE BEM, VIDA FELIZ E RACIONALIZAÇÃO DE FINALIDADES. GRANDE PARTE DOS NOSSOS ATOS COTIDIANOS SÃO ATOS DE ARTE. CONJUNTO DE PRÁTICAS, MODOS, COMPORTAMENTO QUE FORMAM O HÁBITO COMO FATO FUNDAMENTAL. MODA COMO FENÔMENO TRANSITÓRIO. A MODA EM SEU SIGNIFICADO ELEVADO DÁ ORIGEM AO ESTILO: CONJUNTO DE ELEMENTOS DURADOUROS COMUNS A UM GRUPO DE OBRAS. ESTILO DE UMA ÉPOCA, DE UM POVO, DE UM ARTISTA.A ESCOLHA DE UMA ROUPA, PREFERÊNCIA POR DETERMINADA MÚSICA, RETER NA MEMÓRIA UMA POESIA, APRECIAR CERTA MOLDURA. CADA UM DESSES ATOS CONSTITUI UM ADENDO QUE SE ADICIONA AO FATO GERAL ARTE: ORA REAIS, ORA EFÊMEROS, SIMPLES E DISPENSÁVEIS TOLICES QUE INCIDEM NA VIDA E NA SOCIEDADE E QUE NA SOMA TÊM VALORES POTENCIAIS IMPREVISTOS.

DESDE O HOMEM QUE PINTAVA NAS CAVERNAS E NAS ROCHAS E GRAVAVA NA MADEIRA OU EM OSSOS DE ANIMAIS, ATÉ HOJE, CADA HOMEM DEU E ESTÁ DANDO SUA CONTRIBUIÇÃO À ARTE, CADA HOMEM PARTICIPOU E PARTICIPA DA FORMAÇÃO DO PATRIMÔNIO MAIS NOBRE QUE A HUMANIDADE POSSUI.

HOMO PRIMIGENIUS

Partenon ou Partenão foi um templo dedicado à deusa grega Atena, construído no século V a.C. na Acrópole de Atenas, na Grécia Antiga, por iniciativa de Péricles, governante da cidade, projetado pelos arquitetos Calícrates e Ictinos e decorado em sua maior parte pela oficina do escultor Fídias, que também executou a estátua criselefantina (marfim e ouro) da deusa patrona da cidade, Atena Partenos, presente no interior do templo à época.

Considerada uma das mais famosas casas do mundo, a Casa da Cascata foi desenhada em 1934 pelo arquiteto Frank Lloyd Wright. O proprietário era um homem de negócios, Edgar Kaufmann Sr., cujo filho Edgar Jr. fora aluno de arquitetura de Wright. Foi construída no meio de um bosque, no interior duma propriedade da família. A sua principal característica é o fato de ter sido erguida parcialmente sobre uma pequena queda de água. Na época da sua construção, a Casa da Cascata custou um total de 155.000 dólares. Contando com a inflação, estes custos traduzem-se em cerca de 2,4 milhões de dólares em 2010.

ESTATUÁRIA ASSÍRIO-BABILÔNICA
Baixo-relevo originalmente colocado à entrada do palácio Dur Sharrukin.

Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni (Caprese6 de Março de 1475 — Roma18 de Fevereiro de 1564), mais conhecido simplesmente como Miguel Ângelo ou Michelangelo, foi um pintorescultorpoeta e arquiteto italiano, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente.

Ticiano Vecellio ou Vecelli (em italianoTiziano VecellioPieve di Cadoreca. 1473/1490 — Veneza27 de agosto de 1576) foi um dos principais representantes da escola veneziana no Renascimento antecipando diversas características do Barroco e até do Modernismo. Ele também é conhecido como Tizian Vecellio De GregorioTizianoTitian ou ainda como Titien.

Georges Henri Rouault (Paris27 de Maio de 1871 — Paris13 de Fevereiro de 1958) foi um pintor francês.

Ígor Fiódorovitch Stravinsky (Oranienbaum17 de Junho de 1882 –Nova Iorque6 de Abril de 1971) foi um compositorpianista e maestro russo, considerado por muitos um dos compositores mais importantes e influentes do século XX. Foi o arquétipo do russo cosmopolita, escolhido pela revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes do século. Além do reconhecimento que obteve pelas suas composições, ficou ainda famoso como pianista e maestro, estando nessa condição muitas vezes nas estreias das suas obras.

Conde Giacomo Leopardi (Recanati29 de junho de 1798 — Nápoles14 de junho de 1837) foi um poeta, ensaísta e filólogo italiano. É um dos maiores poetas italianos. A sua obra revela muito pessimismo, melancolia e cepticismo.

Giuseppe Ungaretti (Alexandria8 de fevereiro de 1888 — Milão2 de junho de 1970) foi um poeta italiano. Foi professor da Universidade de São Paulo.

Ésquilo (Elêusis, c. 525/524 a.C. - Gela456/455 a.C.) foi um dramaturgo da Grécia Antiga. É reconhecido frequentemente como o pai da tragédia e é o mais antigo dos três trágicos gregos cujas peças ainda existem (os outros são Sófocles e Eurípedes). De acordo com Aristóteles, Ésquilo aumentou o número de personagens usados nas peças para permitir conflitos entre eles; anteriormente, os personagens interagiam apenas com o coro. Apenas sete de um total estimado de setenta a noventa peças feitas pelo autor sobreviveram à modernidade; uma destas, Prometeu Acorrentado, é tida hoje em dia como sendo de autoria de um autor posterior.


George Bernard Shaw (Dublin26 de julho de 1856 — Ayot St Lawrence2 de novembro de 1950) foi um dramaturgoromancistacontistaensaísta e jornalista irlandês. Cofundador da London School of Economics, foi também o autor de comédias satíricas de espírito irreverente e inconformista.


AVIÃO B-52

  • PARTENON - CASA DA CACHOEIRA DE WRIGHT
  • ESTATUÁRIA ASSÍRIO-BABILÔNICA - MICHELANGELO
  • TIZIANO - ROUAULT
  • MÚSICOS GREGOS/MONTANHESES PERUVIANOS - STRAWINSKY
  • RAPSODOS HOMÉRICOS - LEOPARDI
  • HINOS SUMÉRIOS - UNGARETTI
  • ÉSQUILO - SHAW
  • ARTESÃO DO PENTE MICENO - ARQUITETO DO AVIÃO B-52
  • IGNARO INDÍGENA DA AMAZÔNIA QUE DECORA UMA CERÂMICA - IMPROVISADO PINTOR DOS DESEMBARQUES COLONIAIS
  • ESCLARECIDOS ARQUITETOS DO TIBETE - CONSTRUTOR DE CABANAS DAS ILHAS OCEÂNICAS/DO CORAÇÃO DA ÁFRICA
EM TODOS OS TEMPOS E EM TODOS OS RECANTOS DA TERRA O HOMEM DEIXA A MARCA DE SUA PASSAGEM PELO MUNDO ATRAVÉS DO ENGENHO, DA GRAÇA, DA IMAGINAÇÃO, DO SENTIMENTO COM QUE OPERA A MODIFICAÇÃO DOS ELEMENTOS NATURAIS, ATRAVÉS DO BELO, ATRAVÉS DO PRAZER ESTÉTICO. NA INTENCIONAL NECESSIDADE DE MELHORAR O SEU ESTADO E SUA CIVILIZAÇÃO, NO PROGREDIR CONSTANTE DO TRABALHO.

ARTE: NÓS ORIENTAMOS OS NOSSOS ATOS NO SENTIDO DE UM GOSTO, QUE QUALIFICAMOS DE BOM GOSTO E BOM SENSO. NOS LIMITES DE NOSSA AÇÃO, DAMOS À NOSSA VIDA O CUNHO DE UM FEITO DE ARTE. O ARTISTA É UMA ESPÉCIE DE INTÉRPRETE DESSE FEITO E DELE É EXPRESSÃO VIVA, DOCUMENTO, ANTECIPAÇÃO NA MEDIDA DE SEU TALENTO, NA RAZÃO DE INUMERÁVEIS CIRCUNSTÂNCIAS E INTERFERÊNCIAS QUE ESCAPAM À NOSSA PESQUISA.

"Mesmo se ousarmos proclamar: a Arte é livre, da forma mais ilimitada, e o artista é uma personagem que age por sua conta no exterior da sociedade, uma espécie de satanás que tiraniza a sociedade; deveremos sempre ter em mente que o artista nasceu entre nós, aprendeu como nós, veste-se como nós, vive como nós, das nossas leis morais e quando foge disto se torna estranho e sua excentricidade passa a ser um assunto para curiosos."P.9


PROTOPLASMA, NÚCLEO, MEMBRANA


  • HOMEM QUE FAZ ARTE INCONSCIENTEMENTE: PROTOPLASMA DA ARTE 
  • ARTISTA QUE FAZ ARTE COMO ATIVIDADE DELIBERADA: CÉLULA DA ARTE
A CÉLULA VIVE DO PROTOPLASMA. O PROTOPLASMA É ATOR E ESPECTADOR DO FATO QUE DETERMINA, CRIADOR E JUIZ. BOTTICELLI: UMA EXPRESSÃO TÍPICA DO AMBIENTE EM QUE VIVEU: CATÓLICO, PAGÃO, OCIOSO, ASCETA, GOZADOR DA FANTÁSTICA MESA DOS MÉDICI, CHORÃO DA HUMILDE SEITA DE SAVONAROLA, APRECIADOR DE DISPUTAS TEOLÓGICAS. PINTOR DE VÊNUS MUTO NUAS E AO MESMO TEMPO DAS MAIS CASTAS MADONAS. BOTTICELLI CARREGA EM SEU ÍNTIMO A CRISE DE SEU SÉCULO.BOTTICELLI TERIA PODIDO PINTAR "A PRIMAVERA" E A "ADORAÇÃO DOS  REIS MAGOS" FORA DE FLORENÇA? FORA DA CIDADE EM QUE AS ORGIAS PRINCIPESCAS  FORMAVAM UM TODO COM A ALEGRIA POPULAR, A LUTA RELIGIOSA ACIRRADA, A POESIA NO SEU AUGE, O ESPÍRITO DA RENASCENÇA BORBULHANTE? CADA UM DOS FLORENTINOS DO SÉCULO XV OFERECEU A BOTTICELLI ALGO DE IMPERCEPTÍVEL: RECORDAÇÕES EVANESCENTES E ESTRANHAS DA TONALIDADE DE UMA COR, O SENTIDO DE UMA FORMA, DE UMA ATMOSFERA, UMA ATITUDE, UMA FISIONOMIA, UMA MELODIA. A PERCEPÇÃO DOS LIMITES QUE NA NATUREZA SEPARAM O NECESSÁRIO DO SUPÉRFLUO. A OBRA DE ARTE NÃO NASCE POR SI MESMA COMO FATO EGOISTICAMENTE ÍNTIMO.

Juliano de Médici (Florença1453 – Florença, 26 de abril de 1478) foi um mecenas e político italiano. Era filho de Pedro de Cosme de Médici e Lucrécia Tornabuoni. Tornou-se co-regente de Florença com seu irmão Lourenço de Médici, e como ele se destacou como mecenas das artes.

Girolamo Savonarola (Ferrara21 de setembro de 1452 — Florença23 de maio de 1498), cujo nome é por vezes traduzido como Jerônimo Savonarola ou Hieronymous Savonarola, foi um padre dominicano e, por curto período, governou Florença.

Este reformador dominicano veio de uma antiga e tradicional família de Ferrara. Intelectual muito talentoso devotou-se a seus estudos, em especial à filosofia e à medicina. Em 1474, quando em uma viagem a Faenza, ouviu um forte sermão, proferido por um padre agostiniano, e resolveu renunciar ao mundo, incorporando-se à ordem dominicana na Bolonha, sem o conhecimento de seus pais.
A Primavera, também conhecido como Alegoria da Primavera, é um quadro do pintor renascentista Sandro Botticelli. A pintura utiliza a técnica de têmpera sobre madeira. Pintado cerca de 1482, o quadro é descrito na revista "Cultura e Valores" (2009) como "um dos quadros mais populares na arte ocidental". É também, segundo a publicação "Botticelli, Primavera" (1998), uma das pinturas mais faladas, e mais controversas do mundo".Enquanto a maioria dos críticos concordam que a pintura, retrata um grupo de figuras mitológicas num jardim (alegoria para o crescimento exuberante da Primavera), outros sentidos também foram dados ao quadro. Entre eles, o trabalho é por vezes citado para ilustrar o ideal de amor neoplatónico.
A história da pintura não é muito conhecida, porém, parece ter sido encomendada por um membro da família Medici. É provável que Botticelli se tenha inspirado nas odes de Poliziano para realizar esta obra. As outras fontes são da Antiguidade: os Faustos de Ovídio e De rerum natura de Lucrécio.Desde 1919 que a pintura faz parte da coleção da Galeria Uffiziem FlorençaItália.

A Adoração dos Magos (1475) é uma das mais famosas obras do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli, na qual manifesta sua crença mediante a convergência de todas as verdades em uma só. Ela trata o evento conhecido como Adoração dos MagosNesta tela, o relato bíblico é ambientado em um mundo greco-romano em ruínas, implicando que o nascimento de Cristo concretiza as esperanças de toda a humanidade, inteirando as realizações do passado.
O centro da pintura, onde estão a Virgem e o Menino Jesus, atrai os demais elementos da tela e, principalmente, o olhar do observador. Até mesmo as longínquas colinas verdes oscilam em simpatia pelos seres humanos agrupados, como se o Senhor exercesse uma atração magnética. ele se inspirou na historia em que os magos do oriente viram a estrela e vieram adorar ao menino jesus
A obra integra o acervo da Galleria degli Uffizi, em Florença.

CERTA PINTURA QUE A MAIOR PARTE DOS POVOS AINDA REPUDIA, A PINTURA QUE É EXPRESSÃO TÍPICA DESTA NOSSA AGITADA ÉPOCA, POSSUÍDA DE PROGRESSO MECÂNICO, DE UMA CIVILIZAÇÃO QUE VAI SE DILATANDO À FORÇA DE NOTÍCIAS SENSACIONAIS. 

  • A VIDA UNITÁRIA DE UMA CIDADE COMO FLORENÇA E A AJUSTADA CULTURA DA RENASCENÇA. PRODUTO: "A PRIMAVERA" DE BOTTICELLI
  • A VIDA DESAGREGADA DA EUROPA E A CULTURA INTERNACIONALISTA EM ELABORAÇÃO HOJE EM DIA. PRODUTO: "GUERNICA" DE PICASSO (1937).
Guernica é um painel pintado por Pablo Picasso em 1937 por ocasião da Exposição Internacional de Paris. Foi exposto no pavilhão da República Espanhola. Medindo 350 por 782 cm, esta tela pintada a óleo é normalmente tratada como representativa do bombardeio sofrido pela cidade espanhola de Guernica em 26 de abril de 1937 por aviões alemães, apoiando o ditador Francisco Franco. Atualmente está no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, em Madrid na Espanha.

Georges Braque (Argenteuil13 de maio de 1882 — Paris31 de agosto de 1963) foi um pintor e escultor francês, que fundou o cubismo juntamente com Pablo Picasso.
Braque iniciou a sua ligação às cores na empresa de pintura decorativa de seu pai. A maior parte da sua adolescência foi passada em Le Havre, mas no ano de 1899, mudou-se para Paris onde, em 1906, no Salão dos Independentes, expôs as suas primeiras obras no estilo de formas simples e de cores puras (fauvismo).
No Outono de 1907, conheceu Picasso com quem, se deu quase diariamente até que em 1914, devido à Grande Guerra se separaram.
Braque foi ferido na cabeça em 1915, tendo sido agraciado com a Cruz de Guerra e da Legião de Honra. Durante dois anos, devido ao ferimento esteve afastado da pintura, tendo retornado em 1917 focando-se em naturezas-mortas e pinturas figurativas, sempre dentro de uma formulação cubista.

Henri-Émile-Benoît Matisse (Le Cateau-Cambrésis31 de dezembro de 1869 — Nice3 de novembro de 1954) foi um artista francês, conhecido por seu uso da cor e sua arte de desenhar, fluida e original. Foi um desenhista,gravurista e escultor, mas é principalmente conhecido como um pintor. Matisse é considerado, juntamente com Picasso Marcel Duchamp, como um dos três artistas seminais do século XX, responsável por uma evolução significativa na pintura e na escultura. Embora fosse inicialmente rotulado de fauvista (uso de cores puras, sem misturar com outras), na década de 1920 ele foi cada vez mais aclamado como um defensor da tradição clássica na pintura francesa. Seu domínio da linguagem expressiva da cor e do desenho, exibido em um conjunto de obras ao longo de mais de meio século, valeram-lhe o reconhecimento como uma figura de liderança na arte moderna.

Wassily Kandinsky (Moscou16 de dezembro de 1866 (4 de dezembro no calendário juliano, então em vigor na Rússia) — Neuilly-sur-Seine13 de dezembro de 1944) foi um artista plástico russo, professor da Bauhaus e introdutor da abstração no campo das artes visuais. Apesar da origem russa, adquiriu a nacionalidade alemã em 1928 e a francesa em 1939.

O ARTISTA QUE REALIZA UMA OBRA DE ARTE MANIFESTA-SE POR MEIO DE UM PENSAMENTO, QUE NÃO É DE PURO RACIOCÍNIO. É REFLUIR DE IMAGENS E VISÕES NA MENTE, OSCILAÇÃO DE PENSAMENTOS FIGURADOS, DE LINHAS, DE SOMBRAS, DE LUZES E DE CORES, DE FORMAS E FORMAS DE FORMAS, QUE O CÉREBRO ATIVO RAPTA E DE QUE SE APOSSA COMO UMA PRESA.


  • "A PRIMAVERA": PENSAMENTO IDEAL, A UM TEMPO SENSUAL:  PRESTAR HOMENAGEM À SUAVE E BELA ESTAÇÃO, PERSONAGENS EXTRAÍDAS DA MITOLOGIA PAGÃ,  REVESTIDAS DO GUARDA-ROUPA FLORENTINO DA ÉPOCA. IMAGINAÇÃO: DISPÔS AS PERSONAGENS NUMA COMPOSIÇÃO RÍTMICA E ABSTRATA NO SEIO DE UM BOSQUEZINHO IDÍLICO. O SENTIMENTO ESTÁ DIFUNDIDO NAS FISIONOMIAS, NAS LUZES, NOS GESTOS, NA ATMOSFERA, COM DOÇURA, COM CERTO MISTICISMO EXALTADO.
  • "GUERNICA": PENSAMENTO VIOLENTO, RUDE, TRÁGICO, UIVANTE. EPISÓDIO DRAMÁTICO DA GUERRA CIVIL ESPANHOLA, HOMENAGEM A SEUS COMPANHEIROS DE IDEAL POLÍTICO TOMBADOS NO CAMPO DE LUTA. FANTASIA EXUBERANTE QUE DECOMPÕE A FIGURA HUMANA E TORNA A CRIÁ-LA NUMA POÉTICA ARBITRÁRIA.APRESENTA O EPISÓDIO SOB O ASPECTO DE UM EMARANHADO DE MEMBROS DESCARNADOS E DESPEDAÇADOS, DE PAIXÕES FEROZES E HERMÉTICAS, DE URROS E IMPRECAÇÕES. O SENTIMENTO DOMINA UMA DOR PROFUNDA E PESSIMISTA POR UMA HUMANIDADE DILACERADA NO AUGE DE SUAS BATALHAS.ALGO DE CRUEL QUE FAZ PENSAR NOS CAÇADORES DE CABEÇAS E MAGAREFES, NA ICONOCLASTIA E NA BOMBA ATÔMICA. ÚLTIMO ESTADO DE ESPÍRITO DE UM ARTISTA, QUE COMO UMA CRIANÇA SE CANSA DE TER ENTRE AS MÃOS UM BRINQUEDO E O DESPEDAÇA PARA VER O QUE TEM DENTRO. VIVISSECCIONOU A FORMA PARA VER COMO ERA POR DENTRO E NOS MOSTROU-A DESFEITA EM PEDAÇOS DESORDENADOS.
NAS DUAS PINTURAS: ESTADOS DE ESPÍRITO DIVERSOS, IDEAIS DIVERSOS, RESULTADOS EXPRESSIVOS IDÊNTICOS.

NESTES EXEMPLOS DESCREVEMOS, EXAMINAMOS E JULGAMOS 2 ARTISTAS. NOSSA CONSIDERAÇÃO É UM ATO DE ARTE.  PROPUSEMO-NOS, ESCOLHENDO 2 OBRAS TÃO OPOSTAS, SER IMPARCIAIS. PONTO DE VISTA LIVRE DE PRECONCEITOS, COMPREENSIVO DOS IDEAIS ALHEIOS, ACIMA DAS PREFERÊNCIAS DE GOSTO DE DE MORAL. NOSSO INTELECTO REFLETIU NO ASSUNTO, NA NARRAÇÃO, NA VERACIDADE DO QUE CONTÉM. SENSO LÓGICO E PERCEPÇÃO INTEIRAMENTE SUBJETIVA, TRANSPORTAMO-NOS ÀS SITUAÇÕES DE DIFERENTES ÉPOCAS, TENTANDO INTERPRETÁ-LAS SEGUNDO AS INFORMAÇÕES QUE DELA TEMOS. ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS, REEVOCAMOS ACONTECIMENTOS, ANALOGIAS E SEMELHANÇAS. FORMAMOS UM CONCEITO INTELECTIVO. MAS UMA OBRA DE ARTE JULGA-SE TAMBÉM SEGUNDO UMA PERCEPÇÃO OBJETIVA: A ESTÉTICA SE ORGANIZOU FILOSOFICAMENTE E CIENTIFICAMENTE NA TEORIA DA PURA VISIBILIDADE. ERRO COMUM DE QUEM  JULGA: CONSIDERAR SIMPLESMENTE O OBJETO, O ASSUNTO, ACRESCENTANDO A ESTE JUÍZO AS CONSIDERAÇÕES GENÉRICAS ATÉ CHEGAR AO INTERESSE PELA COMPOSIÇÃO. UMA OBRA AGRADA PORQUE É NATURAL? MAS NATUREZA E ARTE SÃO COISAS ABSOLUTAMENTE DIVERSAS: OU MELHOR, CONTRADITÓRIAS.
ACONSELHAMOS-VOS A VER A ARTE PROCURANDO DESCOBRIR EM CADA OBRA OS MOTIVOS QUE A DETERMINARAM: O PENSAMENTO, IMAGINAÇÃO, SENTIMENTO, CIRCUNSTÂNCIAS DE ÉPOCA, DE LUGAR, DE AMBIENTE EM QUE NASCEU. E A APROXIMAR-VOS À ARTE E À SUA HISTÓRIA COM ESPÍRITO SERENO, MAS COM PREPARAÇÃO NÃO SUPERFICIAL. VER UMA OBRA SIGNIFICA JUSTIFICÁ-LA, ASSOCIÁ-LA A OUTRAS, FAZER LEVEDAR O SEU VALOR, COLOCÁ-LA NO PATRIMÔNIO DA ARTE. É NECESSÁRIO TAMBÉM VER A OBRA NO SEU ATO CRIADOR, NOS SEUS VALORES DE VOLUME E DE COR, PARA FAZER ISSO É NECESSÁRIO EDUCAR A PRÓPRIA SENSIBILIDADE A FIM DE QUE POSSA REFLETIR A SENSIBILIDADE DE QUEM A CRIOU. DEPOIS, PODEREI TENTAR JULGAR. JULGAR É MUITO DIFÍCIL, É TÃO DIFÍCIL QUANTO CRIAR. COMPREENDER, ENTENDER UMA OBRA DE ARTE JÁ É UM JUÍZO COMPLETO. O RESTO PERTENCE À PURA ERUDIÇÃO: FILOLOGIA ARTÍSTICA, A QUAL SE DESTINA A REUNIR E CATALOGAR DOCUMENTOS E JUÍZOS. OUVEM-SE JUÍZOS ARREMESSADOS SOBRE A ARTE CLÁSSICA OU SOBRE UM ARTISTA, PRONUNCIADOS POR PESSOAS QUE JAMAIS VISITARAM UM MUSEU DE ARTE CLÁSSICA OU JAMAIS VIRAM UMA OBRA DO ARTISTA EM QUESTÃO. NÃO SE PODE JULGAR:

  • O "LACOONTE" PELA REPRODUÇÃO NA AV. 9 DE JULHO EM SÃO PAULO
  • UMA PINTURA POR UMA FOTOGRAFIA
  • UM POEMA POR UM RESUMO EM PROSA
  • UMA SINFONIA TOCADA AO PIANO
OUVEM-SE TAMBÉM JUÍZOS SUMÁRIOS SOBRE TENDÊNCIAS DE ARTE, PASSADA OU DE VANGUARDA, SEM DISSO HAVER NENHUM CONHECIMENTO OU SEM CONHECIMENTO DAS PROFUNDAS DETERMINANTES CULTURAIS, AS ÍNTIMAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS DE QUE NASCERAM. À MEDIDA EM QUE A CULTURA ARTÍSTICA PROGRIDE NUM ESTUDIOSO, SEU JUÍZO SE TORNA CADA VEZ MAIS CAUTELOSO E MAIS SERENO. OS GRANDES MESTRES DA CRÍTICA DE ARTE SÃO MUITO POUCO DISPOSTOS A FALAR E A DAR PARECERES.

Laocoonte na Av. 9 de Julho, SP


no Vaticano

Laocoonte foi um personagem do ciclo épico sobre a guerra de Troia.
grupo de Laocoonte é uma escultura em mármore, também conhecida como Laocoonte e seus filhos, hoje em dia exposta no Museu do Vaticano.

A estátua representa Laocoonte e seus dois filhos, Antífantes e Timbreu, sendo estrangulados por duas serpentes marinhas, uma lenda da Guerra de Troia também relatada na Eneida de Virgílio. Laocoonte, um sacerdote de Apolo, teria irritado o deus, ou por ter se casado e tido filhos, ou por ter arremessado uma lança contra o cavalo de Troia. Em vingança, o próprio Apolo teria enviado os répteis (no caso como na escultura, serpentes) para matar seus filhos, e Laocoonte foi morto ao tentar salvá-los.
O grupo de Laocoonte é descrito por Plínio o velho, no volume 36 da sua Naturalis Historia, como uma obra de arte superior a qualquer pintura ou bronze conhecido do autor. A escultura encontrava-se então no palácio do Imperador Tito. A autoria da obra é atribuída por Plínio a AgesandroAtenodoro e Polidoro, três escultores da ilha de Rodes .
Há divergências sobre a data de confecção da obra. Alguns historiadores clamam que ela seria cópia de uma estrutura de bronze que não chegou até nós, moldada por volta de 140 a.C. Por outro lado, reconhecendo que o mármore fosse a peça original, as estimativas variam entre entre 40 a.C. (mais provável) a até 37 d.C., período final do reinado de Tito. Foi construida na Roma. Após esta menção de Plínio, o grupo de Laocoonte desaparece nos 1400 anos seguintes.
No dia 14 de Janeiro de 1506, o romano Felice de Fredi descobriu uma estátua durante trabalhos de manutenção da sua vinha, localizada na zona das antigas termas de Tito. A escultura desconhecida estava desfeita em cinco pedaços, mas todos os habitantes da Roma renascentista sabiam reconhecer uma obra clássica quando a viam e de Fredi passou a palavra a Giuliano de Sangallo, arquitecto do papa Júlio II. Sangallo acorreu ao local da descoberta de imediato trazendo consigo Michelangelo Buonarroti, que por coincidência almoçava na sua casa nesse dia. De imediato, os dois reconheceram a estátua desfeita como o grupo de Laocoonte descrito por Plínio e enviaram a notícia da descoberta a Júlio II, que comprou a estátua na hora por 4140 ducados.
A redescoberta do grupo de Laocoonte causou sensação em Roma e a sua apresentação à cidade como parte da colecção dos jardins do Vaticano foi um acontecimento social. Felice de Fredi foi recompensado com uma pensão vitalícia de 600 ducados por ano e quando morreu, o seu papel na descoberta da estátua ficou mencionado no seu túmulo.
VASTO MUNDO DA HISTÓRIA E DA CRÍTICA DE ARTE. TODA A VIDA DE UM HOMEM NÃO BASTA PARA COMPREENDER UM OU OUTRO SÉCULO DE ARTE CIRCUNSCRITO NUM BREVE ESPAÇO DA TERRA. NÃO BASTA SEQUER PARA APROFUNDAR UM ÚNICO ARTISTA, SE ELE SE REVELA COMPLEXO. EXEMPLO: DEPOIS DE 4 SÉCULOS AINDA NÃO SE PODE LEVAR A FUNDO UMA ANÁLISE, CRÍTICA E DESCRITIVA DA OBRA PICTÓRICA DE CARAVAGGIO.

Caravaggio, pintura de Ottavio Leoni.

Michelangelo Merisi (ou Amerighi), conhecido como Caravaggio (Caravaggio29 de setembro de 1571 – Porto Ercolecomuna de Monte Argentario18 de julho de 1610), foi um dos mais notados pintores italianos, atuante em RomaNápolesMalta e Sicília, entre 1593 e 1610. Seu trabalho exerceu influência importante no estilo barroco, estilo do qual foi o primeiro grande representante. Caravaggio era o nome da aldeia natal da sua família e foi escolhido como seu nome artístico.
Exceto em suas primeiras obras, Caravaggio pintou fundamentalmente temas religiosos. No entanto, foram várias as vezes em que as suas pinturas feriam as susceptibilidades dos seus clientes. Nos seus quadros, em vez de adotar nas suas pinturas belas figuras etéreas, delicadas, para representar acontecimentos e personagens da Bíblia, preferia escolher por entre o povo, modelos humanos tais como prostitutas, crianças de ruas e mendigos, que posavam como personagens para as suas obras.
Caravaggio procurou a realidade palpável e concreta da representação. Utilizou como modelos figuras humanas, sem qualquer receio de representar a feiura, a deformidade em cenas provocadoras, características essas que distinguem as suas obras. Tudo isso chocou os seus contemporâneos, pela rudez das suas pinturas. Dos efeitos que Caravaggio dava aos quadros, originou-se o tenebrismo, em que os tons terrosos contrastam com os fortes pontos de luz.
A COMPLEXIDADE DO ASSUNTO É TAL QUE SE TORNA NECESSÁRIO QUE CADA UM CHEGUE POUCO A POUCO À DEFINIÇÃO, DESCOBRINDO EM SI OS TERMOS, OS CAMINHOS, AS METAS DESSA PESQUISA. A COMPREENSÃO DA ARTE NÃO CONSISTE EM 1 OU 100 DEFINIÇÕES, TEOREMAS E ASSERTIVAS. A COMPREENSÃO DA ARTE É UM MODO DE SER NOSSO, PESSOAL, ÍNTIMO, QUE NÓS FORMAMOS COM UMA EDUCAÇÃO TÉCNICA, MORAL, ESPIRITUAL.DESEJAMOS SUSCITAR UM INTERESSE, UMA CURIOSIDADE AJUDANDO CADA UM A ORIENTAR-SE NO LABIRINTO, ENCAMINHANDO O JOVEM, O HOMEM, PARA O PROBLEMA DA EDUCAÇÃO ARTÍSTICA. COMEÇAREMOS A LANÇAR NOSSO OLHAR NOS SÉCULOS E NOS MILÊNIOS PASSADOS, A VER SE CONSEGUIMOS, ATRAVESSANDO NÉVOAS E MAIS NÉVOAS, TENDO APENAS A LUZ DOS DOCUMENTOS QUE SOBREVIVERAM, FORMAR UMA IDEIA SOBRE AS ORIGENS DESSA ATIVIDADE HUMANA QUE DIVISAMOS FASCINANTE E MISTERIOSA.